O que pode e não pode no Marketing Jurídico?

Na prática, o que pode? Marketing integralmente.

Agora o papo é totalmente diferente quando falamos da aplicação da publicidade e da propaganda. E aqui acontece um nó justamente pelo fato de que muitas pessoas consideram Marketing, Publicidade e Propaganda a mesma coisa.

Mas são campos diferentes da comunicação social. E quando a definição vem errada a prática vem mais errada ainda.

Não é incomum ver advogados propriamente atuando a favor de sua publicidade e esbarrando em conceitos proibitivos. Como por exemplo o uso da propaganda indutiva. Toda propaganda induz, mas quando falamos indutiva é aquela que promove uma ação de compra ou captação. A propaganda informativa é permitido. Então como fica? Informação induz? Sim, mas depende de qual tipo de informação. Uma informação que se caracteriza com um CTA final é sempre uma propaganda indutiva. CTA é Call to Action.

É algo como "Texto......" e Nos Contate, Ligue, Envie uma mensagem. Não é o mesmo que pedir para alguém ler um texto com o objetivo de informar. Digamos que há um blog interno no site, e que você escreveu um artigo. Não há nenhum problema em falar "Leia o artigo na íntegra". É diferente de "Acesse o site para que possamos ajuda-lo".

O que não pode?

O primeiro é informativo tem a finalidade de instruir e o segundo de vender. A venda é que é proibida no Marketing Jurídico. Aqui entende-se o QUE NÃO PODE. O que não pode?

  • Comunicação comercial; (Oferta, gratuito, anuncio, promoção, Nos Ligue, Contate, Imperdível e etc)

  • captação; (Finalidade de atrair clientes para venda)

  • venda; (Propaganda indutiva)

  • autopromoção; (Há diferença entre demonstrar o trabalho e autovalorização a imagem)

  • concorrência. (A reserva de mercado jurídico não permite a declaração de 'Market share' do advogado contra outro) por isso placas, outdoors, uso de espaço publicitários são vedados ao advogado.

O que pode?

O que é permitido? O simples entendimento entre indução e informação caracteriza muito o dia-a-dia de quem trabalha com a publicidade para advogados. Então vamos entender um pouco dos tópicos.

  • Marketing; (Análise e Pesquisa não possui impedimentos)

  • Redes Sociais; (Marketing de Conteúdo tem o objetivo de informar, criar, elaborar e unir) - Clique aqui (Um exemplo de um cliente nosso)

  • Internet; (Canal de informação)

  • Entrevistas; (Material de informação)

  • Artigos; (Divulgação de conhecimento)

  • Design. (Identidade, Palheta, Logotipo, Padrão sóbrios e pertinentes a advocacia)

#MarketingJurídico #RedesSociais #Advogado